AYAHUASCA – DA SERPENTE AO JAGUAR

UMA INICIAÇÃO AOS MISTÉRIOS E À SABEDORIA DA MEDICINA DAS PLANTAS-MESTRAS DA FLORESTA AMAZÓNICA

Jornalista científico suíço, Yves Duc mergulhou no mundo misterioso dos xamãs amazónicos, um universo nos antípodas da ciência racionalista, experimentando por si próprio os ritos iniciáticos infligidos aos aprendizes, indo até ao final do exercício.

No fio da navalha, dá o testemunho dos seus oito anos de aprendizagem na tradição dos Ashaninka da Amazónia peruana e evoca em detalhe o trabalho com as plantas «mestras» que são a ayahuasca e o tabaco. Muito poucos ocidentais seguiram um percurso continuado de aprendizagem xamânica amazónica com esta duração e, actualmente, nenhum deles foi relatado de forma tão completa e detalhada em língua portuguesa.

Este livro evoca com precisão práticas, técnicas e receitas até aqui confidenciais, inclusive secretas. Está construído segundo uma estrutura temática que reproduz a progressão iniciática do aprendiz na via do conhecimento. No final, fornece preciosas indicações sobre as armadilhas a evitar e tece uma leitura crítica dos desvios que surgem com a moda actual da ayahuasca, não só na América Latina, mas também noutras partes do mundo.

«Quanto mais o aprendiz adquire conhecimento por intermédio da ayahuasca/serpente, mais capaz será de o usar por intermediário do tabaco/jaguar. O saber anda a par do poder, e é por esta razão que a serpente forma um par com o jaguar, e a ayahuasca com o tabaco, o pensamento com a acção, numa simetria indissociável e entrelaçada.»

Yves Duc

19,90 
Vista Rápida
Adicionar

História Secreta da Ordem de Avis

Numa altura em que tanto se escreve sobre a Ordem do Templo e o inegável papel dos cavaleiros templários na fundação do reino de Portugal, urge também resgatar a memória das outras ordens religioso-militares no nosso país. Destas, a Ordem de Avis é aquela que é genuinamente portuguesa, tendo dado o seu nome à dinastia real mais brilhante da nossa história.

Face à escassez de dados historiográficos sobre o tema, o autor realizou uma profunda investigação sobre a vertente mística e esotérica da Ordem. Tendo tido acesso a documentação reservada, foi possível descodificar vários aspectos simbólicos até então desconhecidos.

Um dos aspectos centrais da pesquisa foi procurar a razão pela qual o Professor Henrique José de Souza (fundador da Sociedade Teosófica Brasileira) afirmou que a Ordem de São Bento de Avis “servia de escudo ou cobertura exterior” à antiga e enigmática Ordem de Mariz.

A resposta a esta e outras questões encontra-se no coração deste livro, que tem como propósito não só preencher a referida lacuna, como estimular futuras investigações.

19,90 
Vista Rápida
Adicionar

O Esoterismo de Dante (seguido de «São Bernardo»)

Dante, na Divina Comédia, serve-se de uma linguagem simbólica que esconde um sentido oculto. Sentido que, defendido pela cifra da linguagem, levaria iniciados como Dante a defender um mundo constituído pelos adeptos da religião da Razão, precursores das revoluções modernas. Sentido esse que também nos é dado a conhecer (ou a intuir?) pelo simbolismo dos números. Fundamental, na verdade, a importância que o simbolismo dos números tem na obra de Dante. “E se este simbolismo não é unicamente pitagórico — escreve um especialista da poética de Dante —, se ele se encontra noutras doutrinas pela simples razão de que a verdade é una, então é-nos permitido pensar que, de Pitágoras a Virgílio, e de Virgílio a Dante, a cadeia da tradição não foi quebrada na terra de Itália.” Logo: o esoterismo é uma presença, altamente potenciadora, neste mundo pleno de presenças…

11,66 
Vista Rápida
Adicionar

Os Ensinamentos Secretos de Todos Tempos – Vol. I (Os Mistérios Eternos)

Como nenhum outro livro escrito no século XX, o lendário Os Ensinamentos Secretos de Todos os Tempos, de Manly P. Hall, é um códice que reúne toda a informação sobre as mais importantes antigas tradições ocultistas e esotéricas do mundo inteiro. A profundidade com que analisa os temas que aborda, ilumina, sob uma luz rara, alguns dos segredos mais fascinantes e bem guardados da mitologia, da religião e da filosofia, que ressoam desde os tempos antigos até ao presente.

UMA VERDADEIRA ENCICLOPÉDIA DA FILOSOFIA SIMBÓLICA MAÇÓNICA, HERMÉTICA, CABALÍSTICA E ROSACRUCIANA
Incomparável na sua beleza e perfeição, este livro destila conhecimento sobre os grandes enigmas da humanidade, por exemplo, os princípios da astronomia pitagórica, o simbolismo do pentagrama, a esfinge, a Arca da Aliança ou pelos segredos de Ísis. Mergulha profundamente em assuntos diversos, como a cabala, a alquimia, o tarot, a filosofia neoplatónica, as escolas de mistérios, a Maçonaria e a Rosacruz, entre outros temas.

22,00 
Vista Rápida
Adicionar

Os Ensinamentos Secretos de Todos Tempos – Vol. II (As Ciências Sagradas)

Como nenhum outro livro escrito no século XX, o lendário Os Ensinamentos Secretos de Todos os Tempos, de Manly P. Hall, é um códice que reúne toda a informação sobre as mais importantes antigas tradições ocultistas e esotéricas do mundo inteiro. A profundidade com que analisa os temas que aborda, ilumina, sob uma luz rara, alguns dos segredos mais fascinantes e bem guardados da mitologia, da religião e da filosofia, que ressoam desde os tempos antigos até ao presente.

UMA VERDADEIRA ENCICLOPÉDIA DA FILOSOFIA SIMBÓLICA MAÇÓNICA, HERMÉTICA, CABALÍSTICA E ROSACRUCIANA

Incomparável na sua beleza e perfeição, este livro destila conhecimento sobre os grandes enigmas da humanidade, por exemplo, os princípios da astronomia pitagórica, o simbolismo do pentagrama, a esfinge, a Arca da Aliança ou pelos segredos de Ísis. Mergulha profundamente em assuntos diversos, como a cabala, a alquimia, o tarot, a filosofia neoplatónica, as escolas de mistérios, a Maçonaria e a Rosacruz, entre outros temas.

22,00 
Vista Rápida
Adicionar

Os Manifestos Rosacruzes

A Ordem Rosacruz existiu? Que espécie de reforma absoluta do mundo propunha? Serão os rosacruzes os verdadeiros precursores do pensamento moderno? Quem foi Cristão Rosacruz?

O nome Rosacruz emerge na História há 400 anos, no início do século XVII, com a publicação de três Manifestos, fruto da reflexão espiritual de um círculo de eruditos, teósofos e místicos alemães, que se reuniam em Tübingen, uma pequena cidade da Floresta Negra. Propunham uma reforma absoluta do mundo e defendiam ideais como a liberdade religiosa, a separação entre o Estado e a Igreja, assim como outros, tornados realidade muito mais tarde, como a liberdade de imprensa e de opinião ou os direitos humanos. Pela primeira vez em Portugal. Inclui tradução integral dos textos originais.

Para os rosacruzes, a Humanidade encontra-se no limiar de um salto qualitativo de consciência, razão pela qual lançam um apelo à transformação de todos os âmbitos da vida humana, encorajando a «Restauração do Templo que é o Homem». A Reforma Rosacruz, tal como foi originalmente proposta, abarcava três campos: ciência, religião e sociedade. Para que isso acontecesse, eram necessários o conhecimento e a aplicação das leis naturais e das leis divinas, através de um processo simultaneamente individual e social conduzido pelo espírito liberto no ser humano.

Na obra que agora se apresenta, encontra-se não apenas uma investigação histórica sobre o movimento e os ideais rosacruzes clássicos, mas, pela primeira vez em Portugal, também a tradução integral dos seus textos fundadores originais: Fama Fraternitatis, Confessio Fraternitatis e As Núpcias Alquímicas de Cristão Rosacruz.

17,45 
Vista Rápida
Adicionar

Portugal, Razão e Mistério – A Trilogia

A razão de Portugal, a razão de ser deste país antigo, encontra-se envolta na mais densa bruma. Tornou-se um mistério ou é um mistério? A emergência da nação lusíada, o seu destino inesperadamente fulgurante, o seu projecto áureo, a sua persistente resistência à adversidade, a sua longa e relutante decadência, os seus mitos de regeneração, as suas obras de génio, tudo é hoje interpretado casualmente, a partir de teorias da história opacas, diminutivas, reducionistas, que no fundo espelham o dominante espírito empedecido da nossa época positivista, materialista, utilitarista.

Portugal, Razão e Mistério é por uma parte a razão, razão teleológica, que guiou a inteligência portuguesa na aventura do seu ser e do seu estar no mundo, e por outra parte o mistério, subjacente ao seu destino glorioso e infeliz, universalista e contudo sempre problemático.

Ao abordar temas como a caracterização de um Portugal arquétipo, a Atlântida finalmente identificada com a civilização megalítica galaico-portuguesa ou as raízes templárias, cistercienses e joaninas do nosso país nos seus primeiros séculos, e, seguidamente, o que foi o projecto áureo de um Império do Espírito Santo, e depois os caminhos labirínticos para onde nos levou a saudade da Pátria prometida em termos cíclicos de mito, de decadência e de desejo regenerador, António Quadros procura mostrar-nos simultaneamente um Portugal profundo, um Portugal imaginário e também um Portugal ainda potencial, que depende menos de uma vontade política do que de um saber da sua essência ocultada e empecida.

24,95 
Vista Rápida
Adicionar

QUANDO O XAMÃ VOAVA

O CAMINHO XAMÂNICO: A MAIS ANTIGA TRADIÇÃO ESPIRITUAL DA HUMANIDADE

Desde as margens do rio Ob e as escarpas dos Montes Altai, na Sibéria, até às margens santificadas do rio Douro, no sul da Europa, são inúmeros os testemunhos rupestres de raiz xamânica que podem servir de inspiração para uma abordagem autêntica e profunda do xamanismo actual.

Na actualidade, o xamanismo tem vindo a ser reduzido a uma técnica psicológica de auto-ajuda ou, em alternativa, uma religiosidade sem esforço, em detrimento da sua essência verdadeiramente iniciática.

Ao pintar-nos as provas dolorosas e subversivas pelas quais passavam os antigos xamãs europeus, o autor considera que a Bruxaria Tradicional e Visionária terá sido a mais genuína sobrevivência iniciática do Xamanismo Arcaico na Alma Europeia. Esta Arte Iniciática terá sido também a primeira e mais antiga espiritualidade da humanidade.

Contrapondo a visão clássica do “xamã curandeiro”, o autor apresenta assim o “xamã feiticeiro” como o elo perdido da Antiga Tradição Hiperbórica, revelando os Arcanos Perdidos do Xamanismo Europeu.

19,90 
Vista Rápida
Adicionar