Ver conteúdo

Ar de Dylan

Um prolífico escritor vai a um extravagante congresso, para o qual recebeu convite, com alguma estranheza e uma certa inquietação. No mesmo encontro, participa, em lugar do pai recentemente falecido, Vilnius, um jovem criativo com um certo ar de Dylan, que tem como objectivo último da sua vida alcançar o mais total e absoluto fracasso, tema que preside ao invulgar congresso. Mas fracassar absolutamente não é nada fácil. Que fazer? Nada? Ou pedir ajuda? O escritor, por sua vez, deseja pôr um ponto final na sua já vasta obra e atingir o mutismo radical e definitivo. Fascinado por Vilnius, segue-lhe o percurso e observa-lhe os estratagemas para chegar ao fracasso. É possível que, com a sua improvável união, rodeados e isolados por uma teia de personagens, consigam ter sucesso nas suas buscas. Talvez o sucesso não seja o que em geral se pensa. Assim, fracasso e sucesso deixariam de ser antónimos, para se transformarem numa mesma coisa.

«Ar de Dylan é um livro brilhante, talvez mesmo o melhor dos romances do seu autor.»
José Riço Direitinho, Ler«Amavelmente ácido e deliciosamente digressivo, o romance tanto acolhe referências concretas ao meio cultural de Barcelona como acumula pontos de fuga, um acontecimento lembra Joseph Roth, outro evoca Sterne, outro ainda parece um episódio de Cheever.»
Pedro Mexia, Expresso

 

16,00 

REF: 186 Categoria:
ISBN

Edição ou reimpressão

2012

Encadernação

Capa mole

Páginas

264

Autor:

Enrique Vila-Matas

Editora:

Teodolito